sexta-feira, janeiro 19, 2007

Serpente

Não percebes, aproximo-me,
Sussurrando aos teus ouvidos...
Desejos inconfessos.
Como o silvo de uma serpente,
Que te enfeitiça e domina.
Enrosco-me em teu corpo,
E ofereço-te meu veneno...

Izaura

3 comentários:

Ernesto disse...

és muito fiel às tuas musas tu...

cbs disse...

sou caninamente fiel a todas as minhas donas

ou musas, como tu dizes :)

Anónimo disse...

Ou frustrado porque a "pilha" já está "murcha"?!!
O que vi... deixa muito a desejar!! eheh!
Só com fidelidade (mesmo que "canina")...não chegas longe!