quarta-feira, outubro 04, 2006

Primeiro amor italiano


Só houve dois momentos de verdadeira felicidade, o dia em que chegou, e... o dia em que se foi.

3 comentários:

Miguel de Terceleiros disse...

Isso não é um carro, é um sorvedouro de dinheiro!

cbs disse...

pois é... tem muito carácter, lol
como aquelas muheres que aproveitando-se da paixão, levam um homem à miséria :)

guevara disse...

ahahahahahah! rica metáfora.