segunda-feira, dezembro 05, 2005

Da bucólica humidade:

.
.
.
Ela: (…) é a minha casa de fazer amor, portanto.

Ele: Pois. (risos)
.
.
.
.
Ele: Também já tive um desses. Um refúgio de amor.
.
.

Ela: E então? Já não tens esse refúgio?
.

Ele: Já não tenho esse amor.










Tá bem assim, criança?

5 comentários:

Maria Pedro disse...

I want to be a good woman
And I want,
for you to be a good man.
This is why I will be leaving
And this is why, I can’t see you no more.
I will miss your heart so tender
And I will love
This love forever

Nota: Isto é uma hipótese de explicação para a coisa, que usurpei aos Cat Power.
Não que a coisa tenha esta (ou sequer alguma)explicação, nem que eu tenha nada a ver com o assunto, mas racionalizar e intrometer-me estão na minha natureza, como dizia o escorpião.

ivan (aka bandinho) disse...

certo.

noasfalto disse...

E o refugio da sociedade?

Crowheart disse...

Oh the penchant for the dramatic...

moonj_Rita disse...

bem.