terça-feira, fevereiro 14, 2006

Peace out

Freitas, o grande diplomata, foi alvo de elogios por parte de Mohammed Taheri, embaixador do Irão em Lisboa. Mohammed considerou que "o ministro Freitas do Amaral teve uma posição que deve ser destacada. Disse coisas muito positivas e muito lógicas".



Outras declarações atribuídas a Mohammed Taheri, registadas pela Antena 1:

O representante do Irão em Lisboa disse ainda que é normal que o presidente do seu país queira organizar um seminário sobre o tema do Holocausto: «A liberdade afinal termina quando se fala de Holocausto?».
O embaixador diz que «há muito por contar» e que ele próprio esteve em Auchvitz e fez «as contas». «Para incinerar seis milhões de pessoas seriam precisos 15 anos, por isso há muito que explicar e contar».







Epá, Freitas....... se fosse a ti, não jogava à bola com estes gajos.












"Peace out"
-Kip Dynamite

3 comentários:

idance disse...

Tanta política e tão pouco love... e o São Valentim era italiano.

Marco disse...

Mas o embaixador só serve para falar de caricaturas?
E o facto dos baha'is iranianos serem tratado como cidadãos de terceira categoria não merece comentário?
E o facto de impedirem os baha'is de frequentar universidades públicas?...
A destruição de locais sagrados baha'is no Irão?...

Será que em relação ao Irão só nos importamos com umas caricaturas ofensivas e um jogo de futebol em Junho?

Mimas disse...

há por aí malta que acha que o maomé podia era ir levar no **...